quarta-feira, 7 de março de 2012

Moda de viola (a todos os cantores sertanejos)







Moda de viola (a todos os cantores sertanejos)

Lembra-se dos versos poeta,
da imensidão de nossa terra
Dessa lua faceira, linda, seleta
Fazendo sombras na serra?

Do estradão onde o boiadeiro
de laço forte labuta no poeirão
Boiada alinhada, pasto couteiro
Onde o contentamento é do patrão?

Dos rios e cascatas, águas claras
onde vias o rosto da mulher amada
Pombinha branca em revoada
Uma sesta aos pés da juçara

No alto dos arvoredos as aves
em cantoria, anunciando o entardecer
Eram pios de alegria tão suaves
melodias que o faziam espairecer

Inspiração da natureza, esplendor
Nos acordes da viola do cantador
Coração de trovador enternecedor
Herança que ficou com louvor
no cancioneiro brasileiro!




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário